Arquivos da categoria: Inclusão Social

Olímpiadas Especiais Pernambuco

A Olimpíada Especial é um movimento global sem fins econômicos, que por meio de treinamento esportivo e competições de qualidade, melhora a vida de pessoas com diferentes capacidades intelectuais e, consequentemente, a vida de todas as pessoas que a cercam. É um movimento: centrado no atleta, focado na família, conduzido por voluntários. Tem como missão proporcionar treinamento e competições esportivas durante todo o ano em diversas modalidades esportivas, dando oportunidade para que desenvolvam suas aptidões físicas, demonstrem coragem, tenham momentos alegres e compartilhem seus valores, habilidades e companheirismo com suas famílias, outros atletas das Olimpíadas Especiais e a comunidade em geral. A filosofia deste movimento é dar oportunidade a todos os atletas, independente do nível de habilidade.

Com o objetivo de ampliar o atendimento no esporte para as pessoas com deficiência intelectual em Recife, será oferecida mais uma capacitação no dia 14 de setembro na Uninassau Bloco E, nos períodos da manhã e tarde, e no dia 15 será proporcionado o torneio local esportivo no COMPAZ Ariano Suassuna para os atletas já participantes do nosso movimento. Terá a participação de 8 instituições: APABB, APPD, COMPAZ Ariano Suassuna, UPE, Geraldão, Centro Esportivo Santos Dumont, Escola Cônego Eugênio Vilanova- Gravatá e Escola Nossa Senhora dos Prazeres de Jaboatão.

Esses dois momentos são gratuitos e as inscrições são realizadas via e-mail. A duração do evento na UNINASSAU será das 9h às 12h e 14h às 18h no dia 14 e no COMPAZ das 8h30min às 13h. Na Capacitação iremos receber dois profissionais das Olimpíadas Especiais São Paulo e Rio de Janeiro para ministrar as modalidades Natação (Professor Rodrigo Rodrigues) e o módulo A (Professor Claudio Gonzalez). Teremos a participação de estudantes de várias instituições de Recife junto conosco, e profissionais de academias, projetos sociais e clubes.

Teremos em média a participação 200 pessoas no torneio esportivo entre, profissionais, voluntários, famílias, atletas e atletas parceiros.

__nsco_VCONT_OPT_P0_D0_C0_I83_H0_i0x0_V3__logo_olimpiadas_especiais

LANÇAMENTO BIKE SEM BARREIRAS EM SALVADOR

No dia 25 de março de 2018 , a Avenida Magalhães Neto, em Salvador, recebeu o projeto Bike Sem Barreiras, que promove inclusão social e lazer à pessoas com deficiência ou baixa mobilidade. O projeto da UNINASSAU consiste em oferecer três tipos de bicicletas adaptadas para pessoas com deficiência visual, física, mental ou múltipla. O Bike Sem Barreiras ocorreu das 8h às 12h e seguirá de forma itinerante por outros pontos da cidade, sempre aos domingos, durantes os meses de abril e maio (exceto nas semanas dos feriados).

afericao_de_pressao_arterial_tambem_foi_realizada_no_local alogamento_foi_realizado_pelos_alunos_do_curso_de_educacao_fisica_da_uninassau_salvador alunas_do_curso_de_servico_social_fazem_a_triagem_para_a_participacao_do_projeto_bike_sem_barreiras as_bicicletas_sao_adaptadas_para_pessoas_com_deficiencia_ou_baixa_mobilidade1 bike_sem_barreiras_levou_acessibilidade_e_inclusao_para_a_cidade_de_salvador bike_sem_barreiras_reuniu_pessoas_com_deficiencia_para_desfrutarem_de_um_momento_de_lazer_com_as_bicicletas_adaptadas projeto_bike_sem_barreiras_foi_lancado_neste_domingo_25_em_salvador projeto_bike_sem_barreiras_salvador

 

SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA E DIREITOS HUMANOS NA UNINABUCO PAULISTA

O Dia da Consciência Negra é comemorado em todo território nacional. Esta data foi escolhida por ter sido o dia da morte do líder negro “Zumbi”, que lutou contra a escravidão no Brasil.A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações que sucederam a época de escravidão sofreram diversos níveis de preconceito.A data foi estabelecida pelo projeto Lei n.º 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, somente em 2011 a lei foi sancionada (Lei 12.519/2011) pela presidente Dilma Rousseff. 

Em celebração a esta data tão importante, o curso de Direito promoveu uma semana de palestra, mesa-redondas e atração artísticas para os alunos da unidade e do próprio curso, na ocasião foram debatido várias questões que perpassa ao preconceito,desigualdade social, diretos humanos, entre outros.

1512399854447998

38e27dd8-1127-4b33-b6dd-2d586a733487

Praia sem Barreiras – UNINASSAU MACEIÓ

38e27dd8-1127-4b33-b6dd-2d586a733487

Na manhã deste sábado (30), os alunos do Centro Universitário Mauricio de Nassau participaram do Projeto Praia Acessível, na orla da praia de Pajuçara. O evento é uma iniciativa da Prefeitura de Maceió por meio da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Semelj), que visa proporcionar a prática de esportes e atividades recreativas para pessoas com deficiências  , que participam de instituições sociais. Para está nova edição, a novidade é a Parceria com o Centro Universitário Mauricio de Nassau – UNINASSAU, que veio agregar e juntar o projeto de Responsabilidade Social Praia Sem Barreias com o Praia Acessível.

O Praia sem Barreias é um Projeto Social do Grupo ser Educacional, e em Maceió este projeto foi agregado ao Praia Acessível com o objetivo de proporcionar inclusão social, e na luta por assegurar acessibilidade nas praias de Maceió, proporcionando também para os alunos da UNINASSAU o exercício a cidadania fora da sala de aula. Os alunos dos cursos de Fisioterapia, Nutrição, Pedagogia e Enfermagem participaram do projeto.  O prefeito Rui Palmeira e o vice Marcelo Palmeira acompanhou o projeto de perto.

O titular da Semelj, Daniel Mello, explicou as ações desenvolvidas no projeto. “Nessa nova edição estamos com uma parceria com a Uninassau que trouxe os professores e alunos nas áreas de fisioterapia e nutrição, engajando os alunos em um trabalho social, com troca de experiências, capacitando e informando as pessoas que participam do projeto. Além do intercâmbio com a faculdade, as pessoas que participam do projeto poderão participar da bocha adaptada, goalball, funcional, beach vôlei sentado, beach soccer, stand up e banho de mar assistido”.

No Praia Acessível foram desenvolvidas ações como aferição de pressão, ginastica laboral, massagem, funcional na areia, basquete com os cadeirantes, brincadeiras na piscina, banho assistido, natação e caiaque onde os alunos puderam participar junto com a equipeda Secretaria de Esporte.

17ea78ee-d9bd-4156-99da-c9470a630607cc59fd49-cf78-4548-96c4-866ec4ead434

8064cd57-8d3e-4351-8f77-09000387bf60

994ad11f-8409-4c4b-a53d-4392a0cc17ab1baee591-1073-4b05-8208-df625c8d18d07a5f5cca-3a67-43d4-ac4a-548311a7323ed2fdf61f-e486-451b-84e5-5f77c066a01e (1)43ce575e-1e2f-4ba9-802c-c644e1c36aa7fbe9d01b-e0c3-4fc7-bcc5-4756cb058b5ca15911c6-49c7-43c1-9de9-aa5e618c5ee4be3e3377-5ffd-469e-a255-90fd8dc92df52ab462b2-ce94-486f-abf4-b8dd3c277a0eIMG-20170930-WA0037IMG-20170930-WA0126IMG-20171002-WA00258f7c2a70-a9d0-46d0-abf6-af8e7ca98c5445d969b3-7868-4ecc-9da4-b6331310703f (1)20170930_1144516271adc8-0dae-495c-93ca-cf1ec91ca36320170930_0933142bb8e92a-1f5c-4875-9516-c1e6a44d110b

NABUCO SOCIAL-FACULDADE NA COMUNIDADE

No dia 20.09.2017 a UINABUCO PAULISTA, realizou a ação de Responsabilidade Social para a comunidade do Paulista o “NABUCO SOCIAL”. Na ocasião foram realizadas diversas atividades gratuitas que a população da cidade do Paulista puderam prestigiar, como: Orientação Jurídica,Orientação ao MEI, Atenção a saúde com  aferição de pressão e glicose, e exames de mamografia para as mulheres, orientação de Defesa Pessoal, Jogos educacionais online para as crianças, elaboração de currículo e entrega a empresas parceiras, orientação de como se comportar em uma entrevista de emprego,palestra sobre Políticas Públicas para as Mulher com a Secretaria da Mulher do Paulista, bem como orientação de escovação bucal, as mulheres e homens também puderam realizar serviços de limpeza de pele, maquiagem e dicas de higiene íntima.Tivemos uma estimativa de 500 pessoas presentes nesta ação.150671187557588315067120625894421506712192250054

CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE-NABUCO PAULISTA E HEMOPE

No dia 27.09.2017 a UNINABUCO PAULISTA realizou uma ação em parceria com o HEMOPE para conscientizar a população a ser um Doador, na ocasião os alunos, funcionários e público externos puderam participar e realizar um ato de responsabilidade social, ajudando a salvar vidas de outras pessoas, através do gesto de doação de sangue.Estiveram participando deste momento cerca de 120 pessoas, que estavam aptas para realizar a doação.15067123563597811506713016612457

UNINASSAU e Instituto Ser Educacional no I Congresso Internacional Inclusion

1495713389765306

O I Congresso Internacional Inclusion foi realizado pela empresa Inclusion Cursos, com apoio, dentre outros, da UNINASSAU e do Instituto Ser Educacional. Realizado nos dias 19/05 e 20/05, em Porto de Galinhas, teve como objetivo disseminar conhecimentos, identificar e expor produtos e serviços para as demandas das pessoas com deficiência e articular um debate com a sociedade, gestores públicos, grupos organizados e os interessados quanto à acessibilidade, reabilitação e inclusão social desse segmento.

O seminário teve como tema “Deficiência Intelectual, Auditiva, Visual, motora e as perspectivas da tecnologia Assistiva” e, sua programação, contemplou gestores, pesquisadores, educadores, demais profissionais das áreas da educação, saúde, direito, familiares e pessoas com deficiência para facilitar o intercâmbio de informações relevantes.

Sergio Murilo Junior, Diretor de Responsabilidade Social do Grupo Ser Educacional, apresentou, durante 40 minutos, as ações inclusivas realizadas pelo Grupo, que contou com um stand para demonstração de alguns de seus projetos, como o Bike sem Barreiras, o Praia Sem Barreiras, o Circo Social UNINASSAU, a Calçada Sensorial Itinerante, o Termômetro de transplantes e o Projeto Mães Produtivas. O evento contou também com a participação de Fernando Henrique, jovem com Síndrome de Down e aluno do Projeto Circo Social UNINASSAU, além da para-atleta Suely Guimarães, usuária dos projetos praia sem barreiras e bike sem barreiras.

SOCIAL CHEF:TRABALHANDO GRANDEZAS E MEDIDAS ATRAVÉS DA LUDICIDADE CULINÁRIA

A Faculdade Joaquim Nabuco na última quinta-feira (11) ofereceu um curso de culinária para Crianças com Síndrome de Down, o projeto Social Chef, na oportunidade foi trabalhado alguns elementos da matemática como: Grandezas e Medidas, e da língua Portuguesa com os gêneros textuais bem de forma lúdica e com muita brincadeira.

A iniciativa será realizada semestralmente com o objetivo de desenvolver a autonomia e integração social de crianças com Síndrome de Down, através de atividades lúdicas. Nesta primeira edição do curso, os pequenos prepararam receitas culinárias como “BOLO DE CHOCOLATE DE CANECA”, bem como trabalharam o verdadeiro significado do curso e os seus objetivos, como respeitar as diferenças e incluir aquele que antes era excluído no sistema educacional e da própria NABUCOsociedade.

TROTE SOLIDÁRIO

A Faculdade Joaquim Nabuco do Paulista Centro, promoveu durante um mês a ação social Trote Solidário, com alunos do 1 ° período. Na ação foram arrecadadas 238  Caixas de Leite Longa Vida, o qual foram doadas para a Instituição Asilo Santa Rita da Comunidade Maranguape II, e Escola e Creche Espirita Bezerras de Menezes beneficiando 42 crianças carentes. O Objetivo foi envolver os alunos novatos a participarem de ações de Responsabilidade Social.Trote-LegalTrote 2

 

Violência contra Mulher e os 10 anos da Lei Maria da Penha

No dia 27.08.2016  aconteceu a aula magna da unidade Joaquim Nabuco Paulista, que contou com um debate focado na violência contra a mulher e os 10 anos da Lei Maria da Penha, evento organizado pelo Núcleo de Prática Jurídicas e Equipe de Responsabilidade Social.Na ocasião recebemos para mediar as discussões acerca da Violência Contra Mulher, Regina Célia vice-presidente do Instituto da Lei Maria da Penha, a Ex-Secretária da secretaria da Mulher da Prefeitura do Paulista-Bianca Pinho, Dra. Fernada Nunes representante da mulher advogada da OAB-Paulita, Mary Cristiane, representante  da Secretaria Municipal de Igarassu e a Pedagoga Juliana Célia presidente da mesa, representando a Faculdade Joaquim Nabuco.Contamos com a participação de 250 alunos do curso de Direito, que abrilhataram o evento com a participação nos debates.MARIAMaria2