Arquivos da categoria: Bahia

Uso Racional de Medicamentos é tema de ação em Vitória da Conquista

Estudantes do curso de Farmácia da Faculdade UNINASSAU, unidade de Vitória da Conquista, realizarão no próximo dia 14 uma atividade de orientação para a população da cidade. A ação consiste em orientar a comunidade quanto aos riscos da automedicação e sobre o descarte correto de medicamentos.
De acordo com a professora Carolina Tavares, coordenadora do curso, a automedicação traz riscos para a saúde de maneira direta. A professora pontua que muitos medicamentos utilizados de venda livre podem trazer prejuízo.  “É preciso ter alguns cuidados tanto com a perda da ação do medicamento ou com o próprio risco de vida com a utilização do medicamento de maneira errada”, defende.
Além disso, outro assunto que será abordado é o descarte consciente de medicamentos, pois remédios com prazo de validade vencida não podem ser jogado no lixo comum. Segundo Tavares, esse tipo de ação pode causar danos à saúde de outra pessoa que tenha acesso ao medicamento ou prejudicar também o meio ambiente.  “O correto é que sejam levados aos pontos de coleta como as farmácias ou até mesmo a vigilância sanitária da cidade pode recolher”, conclui.
 Estão envolvidos na ação cerca de 40 alunos do curso de Farmácia, e a atividade será realizada na Praça 09 de novembro, centro, entre as 10h e 17h. Mais informações: 77 3429 6456.
 image4 (1) image3 (3) image2 (5)

Vitória da Conquista promove ação em prol do Maio Amarelo

Em apoio a Campanha Maio Amarelo, a Faculdade Maurício de Nassau em Vitória da Conquista, realiza no domingo (28), a ação “Criança no Trânsito”, com o objetivo de auxiliar na conscientização e educação das crianças no trânsito.
Os estudantes dos cursos de Arquitetura, Design de Interiores e Ciência da Computação criaram uma mini pista de trânsito onde os participantes terão a experiência de estar em uma via pública, na condição de pedestre ou condutor. Os estudantes do curso de Pedagogia  também irão participar com dinâmicas e integração das crianças.
Para a coordenadora do curso de Arquitetura, Carolina Issa, ações como essa contribuem para que os participantes possam visitar e explorar locais públicos da cidade que proporcionem novas aprendizagens. “Será um momento de orientações para conduzir as crianças nos diversos meios de locomoção e transporte”, pontua.
A concentração para o evento será na Olívia Flores, estrada da UESB, bairro Candeias, às 8h30. Mais informações pelo telefone (77) 3429. 6458.
Sobre o Maio Amarelo
O movimento Maio Amarelo surge com o objetivo de colocar em pauta, entre o Poder Público e sociedade civil, questões relacionadas à segurança no trânsito. Atualmente, de acordo com a OMS, 90% das mortes causadas em acidentes estão presentes em países em desenvolvimento, o que inclui o Brasil.
Crianças se ajudando Crianças aprendem normas de trânsito Crianças aguardam semáforo abrir Alunos participam da Ação Alunos se reúnem com o SIMTRANS Alunos de Arquitetura e Design de Interiores Criança no Trânsito

Atividades lúdicas celebram o Dia Internacional da Síndrome de Down

1490908575773422 (1)

Em comemoração ao dia internacional da Síndrome de Down, a Faculdade Maurício de Nassau realizou, na  quarta (22), uma manhã de atividades lúdicas para jovens com a síndrome e para seus responsáveis. O evento aconteceu das 9h às 11h no campus Pituba, em Salvador.

A Instituição recebeu 30 jovens com idade entre 18 a 40 anos, que  assistiram à uma apresentação e participar de diversas oficinas, como a circense, oficina de dança e cultura corporal e de artesanato com garrafas de plástico. As atividades foram acompanhadas por estudantes do curso de Pedagogia e Psicologia , supervisionados pelos professores. “Esse ano, além de promover atividades para os jovens, a nossa Instituição teve a preocupação de inserir as famílias para que  possam fortalecer o vínculo entre si”, explica Diana Báfica, assistente social da NASSAU.

Diana ainda informa que essa atividade faz parte do calendário de eventos de responsabilidade social da instituição e é uma parceria com a APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais. “Buscamos sempre implantar ações que valorizem o ser humano, independente nada sua condição”, conclui.

Faculdade Maurício de Nassau oferece 38 cursos gratuitos em Vitória da Conquista

Professor Giovane Brito
Professor Giovane Brito

Por Mara Ferraz

Durante os dias 11 e 25 de janeiro a Faculdade Maurício de Nassau oferecerá cursos gratuitos de capacitação para a cidade de Vitória da Conquista. Serão abordados assuntos nas áreas de Administração, Psicologia, Saúde, Engenharia, Arquitetura e Urbanismo, com 38 cursos a serem ministrados. Para a unidade de Vitória da Conquista, estão sendo oferecidas em torno de 2 mil vagas. As aulas serão aplicadas na própria instituição sempre das 18h30 às 21 horas.

DSC_1251

De acordo com Ricardo Marques, diretor da Instituição, essa é uma oportunidade de aprimorar os conhecimentos para diferenciar suas competências no mercado de trabalho. “Um dos objetivos dessa ação é justamente auxiliar a comunidade no seu dia a dia, levando à eles o nosso conhecimento acadêmico”, defende. O projeto Capacita é fruto de ações de responsabilidade social, compromisso que o Grupo Ser Educacional vem construindo ao longo dos anos em suas unidades e visa contribuir com a sociedade oferecendo capacitação gratuita aos interessados.

Exposição de fotos em Salvador celebra o dia da Consciência Negra-Unidades Pituba e Mercês

Para comemorar o dia da Consciência Negra, celebrado no último domingo (20), o Núcleo de Responsabilidade Social da Faculdade Maurício de Nassau, unidade Salvador, realizará uma exposição de fotos dos alunos afrodescendentes. A mostra acontece partir desta sexta (25).   A exposição estará disponível até o dia 30 de Novembro e será realizada na área de convivência das unidades Pituba e Mercês. “Nosso estado é composto por 80% de afrodescendentes, somos a maior população negra do país, por isso o nosso objetivo é valorizar a beleza negra, que representa a nossa Bahia”, explica Diana Báfica, auxiliar de Responsabilidade Social da instituição.
Para comemorar o dia da Consciência Negra, celebrado no último domingo (20), o Núcleo de Responsabilidade Social da Faculdade Maurício de Nassau, unidade Salvador, realizará uma exposição de fotos dos alunos afrodescendentes. A mostra acontece partir desta sexta (25).
A exposição estará disponível até o dia 30 de Novembro e será realizada na área de convivência das unidades Pituba e Mercês. “Nosso estado é composto por 80% de afrodescendentes, somos a maior população negra do país, por isso o nosso objetivo é valorizar a beleza negra, que representa a nossa Bahia”, explica Diana Báfica, auxiliar de Responsabilidade Social da instituição.

Discutir Raízes Históricas e Multiculturais do Brasil é o foco da palestra em Conquista

Por Mara Ferraz

Diante do cenário atual, a Faculdade Maurício de Nassau promoverá, na próxima sexta (20), uma Mesa Redonda com o tema “Raízes Históricas e Multiculturais do Brasil”, com o objetivo de discutir com alunos e a comunidade sobre o reconhecimento da importância do respeito pela diversidade cultural, religiosa, étnica e outras. Além disso, o encontro também vai desenvolver a valorização dos brasileiros de diferentes etnias na formação social do Brasil.

A ideia, fruto dos cursos de Administração e Pedagogia, vem de um dos posicionamentos da Instituição, que é a preocupação com questões sociais que permeiam a comunidade. De acordo com a coordenadora do curso de Pedagogia, Gilma Benjoino, “a academia tem uma grande responsabilidade de discutir constantemente para romper os preconceitos estereotipados que atrapalham a vida de todas as pessoas”, defende.

Para isso, foram convidados a participar do evento, o dr. Marcelo Barreto, com formação em Procesos de Formación en Espacios Virtuales, realizado na Universidade de Salamanca – Espanha e a Mestranda e Professora da Faculdade Maurício de Nassau, Niltânia Oliveira – habilitada em Gestão Educacional pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB.

Diante do cenário atual, a Faculdade Maurício de Nassau promoverá, na próxima sexta (20), uma Mesa Redonda com o tema “Raízes Históricas e Multiculturais do Brasil”, com o objetivo de discutir com alunos e a comunidade sobre o reconhecimento da importância do respeito pela diversidade cultural, religiosa, étnica e outras. Além disso, o encontro também vai desenvolver a valorização dos brasileiros de diferentes etnias na formação social do Brasil.

A ideia, fruto dos cursos de Administração e Pedagogia, vem de um dos posicionamentos da Instituição, que é a preocupação com questões sociais que permeiam a comunidade. De acordo com a coordenadora do curso de Pedagogia, Gilma Benjoino, “a academia tem uma grande responsabilidade de discutir constantemente para romper os preconceitos estereotipados que atrapalham a vida de todas as pessoas”, defende.

Para isso, foram convidados a participar do evento, o dr. Marcelo Barreto, com formação em Procesos de Formación en Espacios Virtuales, realizado na Universidade de Salamanca – Espanha e a Mestranda e Professora da Faculdade Maurício de Nassau, Niltânia Oliveira – habilitada em Gestão Educacional pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB.

raizes1

raizes2

raizes3

Debate sobre o mercado de trabalho para quem tem Síndrome de Down em Vitória da Conquista

Por Mara Ferraz

No dia 21 de março é o Dia Internacional da Síndrome de Down, data que será lembrada pela Faculdade Maurício de Nassau com ações voltadas tanto para quem tem down quanto para comunidade, empresas, mães, profissionais que atuam nessa esfera. O tema proposto para a palestra é “Mercado de Trabalho para quem é Down: avanços e desafios” e foi realizada às 19h no Auditório da Nassau. Além disso, na parte da tarde do mesmo dia, às 15h, a Instituição disponibilizará um plantão com psicólogos e fisioterapeutas para atendimento ao público.

Para Maria Augusta Baiano, professora da unidade e uma das idealizadoras do evento, a principal questão para discutir esse tema é sobre o olhar do outro para quem tem Down na hora de empregar. “Essa questão me preocupa muito, pois vejo pouco envolvimento da sociedade na questão da inclusão e aproveitam pouco o potencial no desenvolvimento de atividades mais complexas e que proporcionam para eles a possibilidade de crescimento profissional e pessoal”.

Atualmente existe a Lei Brasileira de Inclusão nº 13.146, que refere-se à inclusão de pessoas com deficiências pelas  empresas, ainda assim, de acordo com a Professora, “isso é muito pouco, pois não é realizado o papel do Estado de uma forma eficaz na questão de incluir”, defende.

Geisa de Fátima Barros, que também estará presente no evento, é membro de uma das Associações que tratam do Down, a Conquista Down, e revela que “os primeiros passos para essa inclusão do Down no mercado de trabalho estamos realizando com o estímulo precoce para o desenvolvimento cognitivo para a realização das tarefas”.

Participarão da Mesa Redonda: a Psicóloga Ana Cristina Cardoso, do Mundo Ímpar e a Pedagoga Tanea Cristina Freire também do Mundo Ímpar, Geisa Barros, representante da Associação Conquista Down.

down1

down2

down3

Nassau Conquista doa quase uma tonelada de alimentos

Por Mara Ferraz

Durante o projeto Capacita realizado entre os dias 18 e 29 de julho, na Faculdade Maurício de Nassau, unidade Vitória da Conquista, foram arrecadados em torno de 900kg de alimentos por meio das inscrições realizadas nos cursos ministrados. O material arrecadado será distribuído para o projeto Mesa Brasil, do Sesc – Serviço Social do Comércio.

O Mesa Brasil já existe a cinco anos e funciona como parceiro de instituições que precisam de doações. No total são 32 parceiros distribuídos em creches, abrigos, casas de passagem e centro de recuperação. Para a Nutricionista do SESC, Manoela de Oliveira, uma das envolvidas no projeto, “além do benefício da complementação nutricional para os favorecidos, as instituições poderão utilizar a verba de alimentação para outra necessidade”.

A entrega foi realizada na própria sede da Faculdade Maurício de Nassau no dia 09 de agosto às 15h. Na ocasião, estiveram presentes os representantes do SESC e da Faculdade Maurício de Nassau. Para Ricardo Marques, diretor da Instituição: “Com isso, a Faculdade Maurício de Nassau, cumpre com um dos pilares da sua atuação: a responsabilidade social.”

Conquista: Faculdade realiza plantão para auxiliar população na declaração do Imposto de Renda

Por Mara Ferraz

Para quem ainda não finalizou o processo de Declaração de Imposto de Renda e tem muitas dúvidas, a Faculdade Maurício de Nassau  realizou um plantão no dia 27 de abril, na praça 09 de Novembro, com o objetivo de auxiliar os contribuintes.

O professor da Instituição e também contador, Romarco Coelho concretizou esse trabalho juntamente com uma equipe de apoio. Para ele é importante a população ter orientações sobre estratégias que amenizem prejuízos posteriormente, como conversar com o contador e obter esclarecimento sobre o que deve ser arquivado de notas fiscais para que haja uma diminuição na base de cálculo do imposto; verificar no site da Receita Federal quais os rendimentos foram entregues em forma de Declaração de Imposto de Renda na Fonte, evitando a malha fina; quais os dependentes podem ser declarados e principalmente não deixar de fazer nenhuma declaração em última hora.

Apesar dessas estratégias serem eficazes, segundo o professor, existem também vilões que podem contribuir com prejuízos maiores, como a falta de informação do contribuinte, ignorar algumas notas fiscais e deixar para os últimos instantes a declaração.

Quem deve contribuir?

Segundo a Receita Federal,  devem contribuir com o Imposto de Renda, pessoas que: a) receberam mais de R$ 28.123,91 de renda tributável no ano (salário, por exemplo); b) ganharam mais de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano (como indenização trabalhista); c) tiveram ganho com venda de bens (casa, por exemplo); d) compraram ou venderam ações em Bolsas; d) receberam mais de R$ 140.619,55 em atividade rural (agricultura, por exemplo) ou tem prejuízo rural a ser compensado no ano calendário de 2015 ou nos próximos anos; e) eram donos de bens de mais de R$ 300 mil e f) venderam uma casa e compraram outra num prazo de 180 dias, usando isenção de IR no momento da venda, precisam realizar a declaração de IR e estarem de acordo com a leis.

c8b714ce-58e8-45b2-9c4b-b58568276c6d cb41d379-b76f-4fbf-a53d-ee0f4d8f0e73