Arquivos da categoria: Doação de Sangue

CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE-NABUCO PAULISTA E HEMOPE

No dia 27.09.2017 a UNINABUCO PAULISTA realizou uma ação em parceria com o HEMOPE para conscientizar a população a ser um Doador, na ocasião os alunos, funcionários e público externos puderam participar e realizar um ato de responsabilidade social, ajudando a salvar vidas de outras pessoas, através do gesto de doação de sangue.Estiveram participando deste momento cerca de 120 pessoas, que estavam aptas para realizar a doação.15067123563597811506713016612457

Dia do Doador de Sangue é comemorado na Nassau

Por Mara Ferraz

O Dia Nacional do Doador de Sangue é comemorado em 14 de junho e a Faculdade Maurício de Nassau, unidade Vitória da Conquista, realiza, no dia 09 de junho, um trabalho de conscientização junto aos alunos da instituição com o objetivo de chamar a atenção a essa causa. Para isso, além da tenda para doação que será montada, também serão distribuídos adesivos sobre o tema.

Atualmente, a unidade possui cerca de mil alunos e com essa campanha a expectativa é que o número de doadores aumente. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), apenas 23,13% da população possuem a consciência do ato de doar sangue, outros 35% não doam pelo fator medo, e 24,18% dos entrevistados disseram que a maior satisfação e sentimento de recompensa é ajudar.

Para o diretor da unidade Vitória da Conquista, Ricardo Marques, “apoiar causas sociais realizando ações que promovam a conscientização e o estímulo para benefícios na sociedade é algo que só tende a acrescentar às responsabilidades sociais da instituição”.

 

20160609_164206

 

20160609_19143820160609_164239

Campanha cadastra doadores de medula óssea

DSC_0778

Em parceria com o Hemocentro de Sergipe, a Faculdade Maurício de Nassau, unidade Aracaju realizou uma campanha com o objetivo de conscientizar e incentivar os estudantes e toda população a se cadastrarem como doadores voluntários de medula óssea.

Durante a campanha, o captador voluntário e também doador de medula Carlyle Lopes esteve na Faculdade Maurício de Nassau, onde realizou palestras com os líderes das turmas dos cursos de saúde para capacitá-los a divulgar a campanha entre os colegas, familiares e amigos.

A conscientização trouxe bons frutos. Em apenas dois dias de coleta do material foram ao todo 419 cadastros de novos doadores de medula óssea. Um número extremamente significativo.  O professor Wagner Soares, atribui esse resultado a Faculdade sempre se colocar à disposição para desenvolver campanhas sociais e vários eventos mensais.

DSC_0855

A estudante do 3º período de Enfermagem, Mairam de Jesus Santos, afirma que gostou da iniciativa. “Achei legal porque a gente pode ajudar outras vidas também né? do mesmo jeito que a gente um dia pode precisar, também deve ajudar a quem está precisando”.

Já o estudante do 1º período de Educação Física, Ariel Oliveira, diz que o que o motivou foi “poder estar ajudando a pessoas que podem estar necessitando da medula óssea. “Sempre que eu puder, até uma simples doação de sangue ou a própria doação de medula óssea, vou estar fazendo”. Ariel tem consciência da sua responsabilidade social enquanto futuro educador físico. “Eu sou da área da saúde, então meu dever é esse né? Ajudar o próximo!”.
Cadastro voluntário

Pode ser doador qualquer pessoa que tenha boa saúde e idade entre 18 e 54 anos. As restrições ficam para aqueles que tiveram hepatite B ou C após os 11 anos, que passaram por tratamento de quimio ou radioterapia, são dependentes de insulina, ou já tiveram sido cadastrados anteriormente.

Para efetuar o cadastro, o interessado pode ir em qualquer hemocentro e apresentar o seu RG e 02 telefones para contato. Também será necessária a retirada de uma pequena amostra de 4ml de sangue do doador para realização de testes.

Através da amostra retirada, o sangue do voluntário será tipificado por exame de histocompatibilidade (HLA), que é um teste de laboratório para identificar suas características genéticas que podem influenciar no transplante.

Os dados são cadastrados sistema do REDOME – Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea e cruzados com o sistema informatizado que mostra os pacientes que necessitam de um transplante. Se houver compatibilidade com algum paciente, o doador é convocado, e, se aceitar fazer o transplante, outros exames de sangue serão necessários.

Caso haja alteração nos dados informados, o voluntário precisa atualizar o seu cadastro no site do Instituto do Câncer através do endereço: www.inca.gov.br/doador-atualize-seu-cadastro.

Aracaju realiza cadastro de doadores de medula óssea

DSC_0855
Líderes de turma foram capacitados para divulgar a ação

Em parceria com o Hemocentro de Sergipe, a Faculdade Maurício de Nassau, unidade Aracaju realizou esta semana uma campanha com o objetivo de conscientizar e incentivar os estudantes e toda população a se cadastrarem como doadores voluntários de medula óssea.

Durante esta semana, o captador voluntário e também doador de medula Carlyle Lopes (Hemose) esteve na Faculdade Maurício de Nassau, onde realizou palestras com os líderes das turmas dos cursos de saúde para capacitá-los a divulgar a campanha entre os colegas, familiares e amigos.

Na última quinta-feira (22) e durante a manhã da sexta (23), aconteceu a coleta do material dos novos doadores. A campanha foi um sucesso, obteve grande aceitação por parte dos alunos. Foram contabilizados mais de 400 novos cadastros de medula óssea.

Hemose Campanha

Doador

Pode ser doador qualquer pessoa que tenha boa saúde e idade entre 18 e 54 anos. As restrições ficam para aqueles que tiveram hepatite B ou C após os 11 anos, que passaram por tratamento de quimio ou radioterapia, são dependentes de insulina, ou já tiveram sido cadastrados anteriormente.

Para efetuar o cadastro – que pode ser realizado em qualquer hemocentro – é preciso que o voluntário apresente o seu RG e 02 telefones para contato. Também será necessária a retirada de uma pequena amostra de 4ml de sangue do doador para realização de testes.

Através da amostra retirada, o sangue do voluntário será tipificado por exame de histocompatibilidade (HLA), que é um teste de laboratório para identificar suas características genéticas que podem influenciar no transplante.

Os dados são cadastrados sistema do REDOME – Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea e cruzados com o sistema informatizado que mostra os pacientes que necessitam de um transplante. Se houver compatibilidade com algum paciente, o doador é convocado, e, se aceitar fazer o transplante, outros exames de sangue serão necessários.

Caso haja alteração nos dados informados, o voluntário precisa atualizar o seu cadastro no site do Instituto do Câncer através do endereço: www.inca.gov.br/doador-atualize-seu-cadastro.

 

Estudantes de Biomedicina visitam o HEMOSE

IMG-20160615-WA0024

Os estudantes de Biomedicina da Faculdade Maurício de Nassau Aracaju, tiveram um dos seus primeiros contatos com a profissão. Na última terça-feira (14) a turma visitou o HEMOSE – Centro de Hemoterapia de Sergipe, guiados pela professora Cynthia Faro.

A visita possibilitou aos estudantes  poder conhecer toda logística e processos realizados pelo centro. O que propicia a vivência prática das atividades realizadas por este profissionais.

IMG-20160615-WA0029

Após conhecer todos os setores, os estudantes exercitaram, além da vivência acadêmica, a solidariedade. Os alunos se cadastraram e realizaram doação de sangue para o banco de da instituição.