Pré-candidato à presidencia, Flávio Rocha discute política na UNINASSAU

naom_5a808d9b6af86-1

Na noite de ontem (19) no Centro Universitário Maurício de Nassau Recife (UNINASSAU), o pré-candidato à presidência, Flávio Rocha, debateu temas políticos no auditório Roque de Brito, no bloco B da unidade Graças. Antes do início do evento, durante entrevista, Rocha relembrou que é recifense e que, com alegria, volta ao estado. “É uma alegria estar de volta à minha terra. Sou pernambucano, sou do Recife, apesar de ter saído muito cedo e agora volto com uma nova missão completamente diferente da missão que eu tive a vida toda, que foi ser empresário e gerar emprego”. Flávio Rocha é CEO da rede de lojas Riachuelo. Em 1986 e 1990, foi eleito Deputado Federal pelo Rio Grande do Norte. Em 1994, chegou a se candidatar à Presidência da República. Em 2016, recebeu o prêmio de empreendedor do ano.

O debate, organizado em parceria com a Associação de Jovens Empresários (AJE), teve como finalidade apresentar o Movimento Brasil 200, que é liderado por Flávio. Entre os objetivos defendidos em seu ideário, o movimento visa, principalmente, a defesa do livre mercado e a redução da intervenção do Estado na economia. Em entrevistas recentes, Flávio Rocha já defendeu a liberação do porte de armas e a diminuição da maioridade penal. Além da privatização da Petrobras.

Idealizador do evento, Sérgio Murilo, coordenador de responsabilidade social do Grupo Ser, ressaltou a importância do encontro: “A iniciativa da Instituição irá contribuir muito para o fortalecimento da democracia e ajudará as pessoas a tomarem as melhores decisões na hora de votar”, afirmou.

Flávio Rocha disse que o maior patrimônio que o país possui são os jovens, que estão sendo preparados para o mercado do trabalho. Para ele, esse tema remete a outro tema maior: prosperidade. “O que o governo tem que fazer é arar a terra do ambiente do negócio, fertilizar essa terra para que essa semente do talento lançado no mercado possa prosperar. A prosperidade é o caminho que o Brasil precisa”.

Durante o debate, ele ressaltou que o eleitor está mais maduro em relação a escolher melhores candidatos e disse que a classe política que não está conseguindo “formatar o produto político”. “Eles estão apavorados porque as donas Marias estão acordando”, salientou também expondo que uma empresa bem sucedida é aquela que consegue agradar todo dia o seu cliente.

Com informações do Leia Já e Jornal do Commercio

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>