Diretor de Governança Social do Grupo Ser recebe homenagem na Assembleia Legislativa

09.23-SOLENE-JA-109-1024x683

O Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro, foi instituído no Brasil em 2005. A data, que tem como referência o Dia da Árvore, surgiu como forma de garantir a integração desse segmento na sociedade, de maneira igualitária e sem preconceitos. Por iniciativa do deputado Wanderson Florêncio (PSC), a Assembleia Legislativa promoveu, nesta segunda (23), Reunião Solene para marcar a passagem da data.

O idealizador do dia, Cândido Pinto de Melo, foi um dos fundadores do Movimento pelos Direitos das Pessoas Deficientes (MDPD) no Brasil. A partir de 1979, ele começou a realizar reuniões mensais com organizações de pessoas com deficiência e a discutir propostas para a transformação da sociedade assistencialista. Em 2008, o Brasil ratificou a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Desse tratado, surgiu a Lei Brasileira de Inclusão (LBI).

“O Movimento pelos Direitos das Pessoas Deficientes conseguiu instituir no Brasil uma data consagrada a dar visibilidade a uma relevante parcela da população que convive com a deficiência em suas diversas manifestações: física, mental, sensorial”, pontuou o deputado Tony Gel (MDB), que presidiu a cerimônia.

Wanderson Florêncio, que é coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Doenças Raras da Alepe, afirmou que, de acordo com o último Censo realizado pelo IBGE, em 2010, 45,6 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência. “Precisamos trabalhar diariamente para que esses cidadãos se sintam devidamente integrados à sociedade”, frisou.

O diretor de Governança Social do Grupo Ser, Sérgio Murilo Júnior, recebeu uma placa comemorativa da Assembleia. Ele é responsável pelas ações da entidade educacional relacionadas a essa parcela da população. O gestor agradeceu e lembrou que a iniciativa é uma forma de prestar reconhecimento aos que trabalham pela causa no Estado. “A atitude da Alepe renova nossas energias para fazer mais por esse público”, salientou.

Durante a Reunião Solene, Wanderson Florêncio prestou uma homenagem especial, com entrega de certificados, a 49 instituições e pessoas que fazem trabalhos em prol do segmento. A cerimônia também contou com apresentações musicais das bandas inclusivas Sons do Silêncio e do Projeto Encontro, formadas por pessoas com deficiência, e do Circo Social, composto por jovens com síndrome de Down.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>